quinta-feira, 13 de abril de 2017

Cultura coreana ganha data na cidade de São Paulo

Coreia do Sul agora terá um canto em SP

Na última sexta-feira, o prefeito de São Paulo, João Doria, se encontrou com o Cônsul-geral da Coreia do Sul em São Paulo, Young Jong Hong; empresários coreanos e representantes da comunidade coreana. Durante a reunião, João Doria (PSDB) assinou um documento que designa o dia 15 de agosto como Dia da Cultura Coreana.

Com isso, espera-se que a imagem da comunidade coreana no país melhore e que haja um aumento do apoio financeiro do governo da cidade para eventos culturais coreanos.
No documento assinado foi dito que a prefeitura de São Paulo instalará no Bom Retiro, bairro conhecido como a KoreaTown brasileira, monumentos simbólicos da Coreia do Sul; criará locais para promover os alimentos e produtos coreanos e dará apoio a artistas coreanos que participam de intercâmbios culturais com seus homólogos brasileiros.
Ainda de acordo com o prefeito, depois da reforma, o bairro passará a se chamar Bom Retiro Little Seul (nome com apelo turístico e que replica alguns adotados em outras metrópoles, como Little China).

A reforma do bairro, segundo Doria, envolverá a recuperação de praças, bancos e a implantação de uma creche, por exemplo. O processo deve começar em junho, mas, segundo ele, ainda não há um prazo definido.
Sete empresas já se comprometeram em bancar a reforma, incluindo LG, Samsung e Hyundai. As três são alvo de investigação na Coreia do Sul devido ao escândalo que levou ao afastamento e prisão da presidente coreana. Acusadas de fazer doação a uma amiga da presidente em troca de favores, as empresas negam as irregularidades.

Prefeito com cônsul Foto: IG

O Cônsul-geral da Coreia do Sul em São Paulo agradeceu o apoio de Doria à comunidade coreana e afirmou que a designação do Dia da Cultura Coreana aprofundará a cooperação e os intercâmbios entre os dois países.

A comunidade coreana

O primeiro navio que trouxe emigrantes da Coreia para São Paulo chegou em 1963, com 103 passageiros daquele país a bordo. De lá para cá a comunidade coreana cresceu e muito. São mais de 50.000 mil pessoas na capital paulistana. A maior parte da comunidade e estabelecimentos coreanos estão instalados no bairro do Bom Retiro em São Paulo. Não é atoa que ela é conhecida como a Koreatown brasileira.

Doria na Coreia

O prefeito de São Paulo, João Doria, chegou na quarta-feira (12) à Coreia do Sul em sua segunda missão pelo exterior em busca de experiências exitosas, parcerias e investidores para a capital paulista.
A visita de Doria ao país atende a um convite com a maior parte das despesas pagas pela Prefeitura de Seul e inclui encontros para conhecer a tecnologia moderna de controle do transporte público. O compromisso marcará a celebração do aniversário de 40 anos da relação entre São Paulo e Seul como “cidades-irmãs”.

Fonte: brazilkorea.com.br e Folha de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário